O último dia de Rio Fashion se deu com as coleções do Rio Moda Hype,  Francisca,  Ivan Aguilar,  Kylza Ribas,  Márcia Ganem e  Complexo B.

A coleções do Rio Moda Hype  com os estilistas Pure, Stefania, Alexandre Guimarães, Halleck e Tchibi . A mineira Pure ,confeccionou o tricô com muitas cores. Já Stefania apostou no veludo em vestidos, blusas, casacos e saias.Alexandre Guimarães, utilizou bastante de algodão, roupas vazadas, pregas e cordões.Halleck um visual esportivo e produções cheias de recortes e zíperes. A paulistana Tchibi usou bastante malha, preto, cinza, marrom e roxo ganham brilho com o toque cintilante do uso de meias-calças.

RMH.

RMH.

Francisca, como todas as coleções apresentada se basearam na crise, fizeram peças para “vender”, bem comercial. Mesmo com tanta negatividade a estilista Virginia Falcão arrasou com suas peças, estas que veio em tons leves, sobreposições e estampas.

Francisca.

Francisca.

Ivan Aguilar fez um desfile especialmente para a linha masculina, nossa e que desfile, uau!, com coleção elegante e em tons leves. Predominando a estampa em xadrez dividindo espaço com florais e listras. As cores da grife são os vinhos, marrons, vermelho, verde e cinza.

Ivan Aguilar

Ivan Aguilar

Estamoas, dobraduras, camadas sobrepostas e recortes geométricos , vestido longos e médios, foram os principais da grife Kylza Ribas.

Kylza Ribas.

Kylza Ribas.

Márcia Ganem teve em sua  cartela de cores vai do off-white ao preto mesclado a tons de cinza, passando pelo verde, marrom, vinho e roxo e muita peças artesanal.

Marcia Ganem.

Marcia Ganem.

Para finalizar a grife Complexo B. trouxe a Boemia para as passarelas, com o seu lado malandro de ser. As peças surgiram em shorts, bermudas, moletons com capuz, macacões, coletes e blazeres estão entre as peças-chaves. As estampas seguiram em xadrez e a imagem de São Jorge.

Complexo B.

Complexo B.

Anúncios